6 países e 18 estados de caminhão com sua filha de 4 anos. Entrevista – Viagens em Família.

Quando eu fui buscar dicas do Mochilão pela América do Sul com a Maria, perguntei para meus amigos mochileiros se conheciam alguém que fez isso com filho… E foi aí que cheguei até a Liz, todo meu receio que ainda restava foi retirado, quando conversei com ela. A Liz é inspiração para muitas pessoas, não só para mim. Pois quando sabemos de histórias fodas como a dela, sabemos que também podemos, pois alguém já fez, isso nos impulsiona a realizar nossos sonhos também. E como é gostoso viajar com filho!!! Como é maravilhoso realizar sonhos com quem amamos!!

Bora saber mais dessas doces aventureiras…Liz e Melissa!

Onde mora, idade, quantos anos tinha sua filha nessa viagem?

Liz Rodrigues, 39 anos, atualmente morando em Ibiúna, interior de SP. Nesta viagem Melissa tinha 4 anos e meio. Quando comecei viajar Melissa tinha aproximadamente 1 ano de idade e demos uma pausa agora por conta da chegada do irmão. Melissa tem 6 anos agora.

Patagônia- Argentina

Quando começou sua paixão por viajar?

Então, eu já na adolescência pensava em viajar, sair para conhecer o mundo, as pessoas… e como meu pai era caminhoneiro e às vezes nos levava, esse desejo só foi aumentando. Minha primeira viagem foi para Curitiba aos 15 anos, depois fiquei um bom tempo sem ver o mundo. Casei, tive filhos e achava que não poderia mais fazer isso na vida. Foi aí que veio a separação e o mundo sorrio para mim novamente. Fui para Machu Picchu no Peru. sozinha com 29 anos e desde então não parei mais!

Quantos países já conhece com sua filha Melissa?

Tenho 4 filhos, Matheus com 21 anos , Vitória com 18, Melissa com 6 e Miguel com 10 meses. As viagens começaram com Melissa e com ela conheci 6 países e mais 19 estados brasileiros.

Capitólio – Minas Gerais

Você viajou de carona por esses países com ela, você faria novamente?

Viajei de carona com a Melissa, desde 1 ano de idade, e sempre foram viagens tranquilas e com certeza sempre o farei.

Qual a maior dificuldade que teve na estrada para pedir carona?

A maior dificuldade que já tive foi estar em local mais deserto, por exemplo em El Chalten, na Argentina. Levei 3 dias para sair de lá, estava na alta temporada e haviam muitos caroneiros.

Sua viagem pela América do Sul com sua filha, quanto foi o gasto diário, aproximadamente.

Com a Melissa nossos gastos eram sempre baixos, era mais com alimentação ou uma emergência. Em média gastava 20 reais por dia.

Quem ajuda mais na estrada, caminhoneiros ou carro ?

Com certeza caminhoneiros! E adoramos viajar com eles. Bateu agora até uma saudade. Eles são companheiros e cuidam de nós como da família.

Vocês dormiam aonde quando chegavam no destino? Quais tipos de hospedagem tiveram nessa aventura?

Dormíamos onde conseguisse armar a barraca que era nossa companheira fiel. Em alguns lugares contávamos com o apoio de amigos ou pessoas que conhecíamos no caminho, algumas vezes usamos o aplicativo couchsurfing outras dormimos na rede, na boléia , no baú de caminhão, em banheiro de posto ou rodoviária.

Qual país mais chato na hora da imigração?

Por enquanto não tive problemas com a imigração e sempre passamos tranquilamente.

O que não pode faltar na mochila, em uma viagem dessas?

Depois de ânimo e paciência , roupas adequadas, barraca, saco de dormir, kit primeiros socorros e chocolate,rsrs.

O que é viver para você?

Viver é não deixar o tempo escorrer pelas suas mãos sem realizar seus sonhos, fazer algo legal e que traga benefícios à você e quem estiver por perto também. Porque a felicidade é maior quando compartilhada. É sentir-se bem, fazer o que deseja sem culpa, arrependimentos ou medo de pré julgamentos. Aproveitar ao máximo , pois só se vive uma vez e passa tão rápido.

Pretende fazer o mesmo com seu novo filho?

Só estamos esperando ele crescer mais um pouquinho, porém agora as viagens serão mais curtas e planejadas por conta do período escolar da Melissa. E quem sabe não iniciamos no mundo da kombi já que a família aumentou e seria mais cômodo, rápido e econômico.

Qual maior ensinamento que teve dessa aventura?

De todas as aventuras na verdade, cada uma ensina algo. Mas a solidariedade das pessoas ao estender a mão a quem nunca viram na vida é o melhor. As pessoas são boas de coração, acolhedoras, tanto no Brasil quanto fora dele.

Liz Rodrigues

Siga em suas redes sociais:

Instagram: @familia_doces_aventuras

Blog: docessaventurass@blogspot.com

Facebook: docesaventuras01

Eu não sei vocês…mas eu amo ver as pessoas realizando seus sonhos!!!

About Janah Leite

Pedagoga, ama ser a mãe da Maria, gosta de inspirar as pessoas a viverem seus sonhos. Está em mudança de profissão para finalmente viver o nomadismo digital, que é sua grande meta de vida, junto com sua filha. Sempre tem uma visão positiva de seu posicionamento no mundo. Encara a viagem como uma busca constante de compreender o comportamento do ser humano, em suas diversas facetas, criando mais empatia e entendendo que somos iguais em diversas necessidades, independente da cor, religião, opção sexual e classe econômica.